Costa Cesar

Uma costa ecológica e sustentável: o lado mais verde do Condomínio Iporanga

Nossa Praia

Tudo começou na década de 1960, quando Luís Dumont Villares e amigos adquiriram a área que hoje é o loteamento do Iporanga. Luis, português naturalizado brasileiro, empresário e sobrinho do grande inventor Santos Dumont, construiu uma pista de aviões entre as Praias das Conchas e do Iporanga, por onde a família e amigos acessaram o paraíso natural – à época ainda não habitado. 

Cerca de 20 anos depois, no início da década de 1980, aquela região viria a ser loteada e ocupada por moradores que, ainda bem, acreditavam na aliança entre qualidade de vida e preservação ambiental. É por isso que hoje, com quase 40 anos de existência, o Condomínio Iporanga é um exemplo de sucesso de um empreendimento que desde o começo teve como preocupação a valoração cultural e ecológica da costa sudeste brasileira.

Foi com a criação do SASIP (Associação dos Proprietários do Iporanga) em 1983 que temas como a ocupação urbana planejada, o turismo consciente, a preservação ambiental e a sustentabilidade passaram a fazer parte da essência desta região, hoje uma das faixas litorâneas mais valorizadas e exclusivas do país. 

A importância do SASIP para
um Iporanga sustentável

Muita pesquisa, estudo e dedicação por parte dos proprietários permitiu que o Iporanga seja o que é hoje. No início, o acesso era restrito a visitantes, mas depois concluiu-se que a conscientização e controle seriam mais eficazes para a preservação.

Entre as prioridades do SASIP, estavam: garantir a conservação dos ecossistemas, da qualidade da paisagem, do acesso público ao local e da manutenção adequada da região. Cada uma dessas variáveis resultou em ações efetivas para uma existência sustentável:

Não há limite de ingresso de pessoas a pé, mas as vagas no estacionamento são limitadas a cerca de 100 lugares, evitando superlotação e poluentes;

Apenas 30% de toda a área do Iporanga (cerca de 2,5 milhões de m²) é ocupada por casas, o resto é área de preservação ambiental; 

Há um sofisticado  sistema de captação, tratamento e distribuição de água às residências;  

O SASIP implantou e opera uma estação de tratamento de esgotos capaz de atender até 4.000 habitantes (tendo o loteamento apenas 380 casas); 

A coleta de lixo é seletiva, o que não só preserva os recursos naturais, como gera renda para a comunidade local, que trabalha com reciclagem dos resíduos do Iporanga e outros lotes da Serra do Guararu; 

Há diversas ações ecológicas na região promovidas pelo SASIP em conjunto com o SOS Mata Atlântica;

Biólogos da Universidade Santa Cecília realizam constantes pesquisas ambientais no Iporanga;

O Sistema de Gestão Ambiental do Condomínio Iporanga é certificado pelo Bureu Veritas Certification, com o ISO 14.001;

Trilhas ecológicas, mais de 50 espécies de árvores, viveiro de mudas, e um material de educação ambiental para crianças e adultos fazem parte do dia a dia do Condomínio;

São mais de 100 colaboradores envolvidos com a gestão ambiental.

Com o respeito pela natureza e a preservação como pilares fundamentais da sua existência, não há dúvidas que o SASIP junto aos moradores e colaboradores do Iporanga conseguem garantir o funcionamento sustentável de um oásis único na costa sudeste do país. Onde a fauna, flora e a humanidade vive em harmonia, para usufruir do bem-estar basta existir. 

Quer ter um gostinho de como é viver num lugar assim? Veja essas casas incríveis abraçadas pela mata nativa do Condomínio Iporanga:

[imoveis ref=127359,127381,126650,124580]